sábado, 20 de agosto de 2011

BERGEN

Atracámos de manhã cedo no porto de Bergen com um tempo nublado e chuvoso que se manteve todo o dia em aguaceiros e abertas.
Foi o único dia de chuva que tivemos em toda a viagem. Para quem anda tão a norte foi muita sorte e por outro lado deu-nos uma outra perspectiva destas paragens com outro tipo de tempo. Além disso, ao que parece, Bergen é mais dada à chuva do que à neve.
Com chuva ou sem ela, Bergen é uma cidade encantadora, que embora marítima me fez lembrar imenso Innsbruck por estar tão chegada às montanhas e rodeada de verde. Adorei a zona do porto com as suas casas de madeira, emblema da cidade, e o mundo surpreendente e labiríntico que se esconde atrás delas, como podem ver nas fotos.
Por ser mais a norte, já se respirava um pouco mais do povo Sami, das renas e ia jurar que vislumbrei o pai natal, de férias, numa daquelas vielas estreitinhas de madeira, ehehehe!




















3 comentários:

ameixa seca disse...

Renas sim mas o Pai Natal? :) Interessante chover tanto e as casas típicas serem em Madeira... é quase a arca de Noé ;)

Noémia disse...

São giras, não são?
Então Pai Natal e renas não andam sempre associados? :)

Cláudia disse...

Obrigada por compartilhares a viagem, adorei viajar pelos teus olhos. :)
Tb adoro a arquitectura dessas bandas, então as casas brancas são um deslumbramento! Aquele bairrozinho com as casas brancas e os pátios em frente, que fixe!!

Bjs