segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

SSCS 2014

O trenó do pai Natal já passou cá por casa. 
Demorou um bocado mas também não admira, da Austrália até aqui, é muito caminho para andar.


A minha amiga secreta, que me enviou estes lindos presentes é a Kate. Imaginam a minha alegria quando os vi chegar...


Claro que segundo as regras só me foi permitido abrir o ornamento para a árvore de Natal. Fiquei encantada. É muito bonito e bem feito, numa técnica que nunca experimentei, o que é ainda melhor.
Imagino que o presente feito por ela vai ser muitíssimo bonito e mal posso esperar para o abrir.


A minha encomenda ainda não chegou ao destino ou pelo menos a amiga a quem eu mandei ( não é a Kate) ainda não me deu notícias.
Acho estes swaps interessantíssimos.
Já tenho na minha árvore alguns ornamentos oferecidos pelas minhas amigas virtuais, na maior  parte australianas e americanas. Aliás, do meu Natal fazem parte uma data de caminhos de mesa, individuais e até paineis que elas fizeram. 
Acho que, de certa forma, até é poético como alguém que está longe, que não conhecemos, perdeu tempo a bordar e coser com carinho, peças que atravessaram o mundo e que, ano após ano, fazem parte da alegria de Natal em minha casa.
O inverso é também verdade. Saber que algo que eu  fiz, com empenho e carinho, está em casa de alguém que eu não conheço e lhe enfeita o Natal... faz-me feliz e com vontade de participar no próximo.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

O MAIS NOVO

Este fofinho é o mais novo da matilha.
Filho da Dama, ainda não tem nome.
Como é filho único está gordinho e bem tratado.
Este foi o primeiro round de ternura e mimos que eu e o meu filhote lhe demos para se habituar ao contacto com a nossa família. Não fui capaz de lhe tirar uma fotografia de jeito.
Esperemos que se torne sociável como a mãe...


domingo, 14 de dezembro de 2014

ONE ROW LACE SCARF

Tenho andado muito calada, sem dar notícias, mas a verdade é que, com este frio, quando não estou a trabalhar ou nas compras de Natal, ando entretida com as minhas lãs.
Sabe bem acariciar as lãs fofinhas que tenho tricotado, sentir a leveza das agulhas, de um lado para o outro e ver, quase num transe hipnótico, a obra a crescer. 
Então, nos fins de semana, à lareira, sabe ainda melhor!
Tenho pedido ao meu filho que me traga de Coimbra, da Bolas de Tons, algumas das lãs que tenho trabalhado ultimamente.


Este fim de semana comecei mais um cachecol. Faz-se  rapidamente pois, como se repete sempre a mesma  carreira, é fácil de memorizar e executar. Além disso dá um bonito efeito. Usei agulhas nº 7 para uma lã que, normalmente, pediria 4.5 ou 5. Assim, ficou muito fofo e ainda se trabalhou mais depressa.


O esquema é fácil,tirei-o daqui. Montei 32 malhas (ou múltiplos de 4) e em todas as carreiras, frente e avesso, repete-se o mesmo:

4 m   *laçada, 2mj, 2 m*, repete-se de * até * e termina-se com 4 m.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

WARMTH

Jantarinho intímo de amigos é sempre bom, propício à conversa, ao decorrer lento do tempo, às risadas fáceis, à felicidade.
Nesta época que já começa a ser festiva, o convívio saudável aquece ainda mais o coração.


O menu foi simples mas, apesar de eu prometer não complicar, não consigo deixar de experimentar uma ou outra receita nova.


Hoje a novidade foi a entrada, folhado de alheira com cogumelos e espinafres, e a saída, uma tarte de caramelo e chocolate cujas fotos do Pinterest me tinham "ficado no olho".
A receita da entrada tirei-a daqui e a da tarte daqui, depois fiz as minhas alterações costumeiras mas acreditem, a tarte é mesmo boa.


segunda-feira, 24 de novembro de 2014

FLORES

Cá estão os meus "rabichos" cor de laranja próprios desta época do ano e que eu adoro ver nas jarras.
(A minha" Cecília não aprecia tanto como eu, pois largam um líquido ceroso que mancha os móveis e que é preciso andar sempre a limpar).
Depois de andar a pesquisar na net, continuo sem saber o nome destas  flores. Alguém sabe?


São parecidas com as flores de alguns cactos mas não são bem a mesma coisa. As plantas são assim.
(Esta foto já é do ano passado e estas já estavam um pouco estragadas).


domingo, 23 de novembro de 2014

HERE COMES THE SUN

O céu aliviou, as nuvens secaram, romperam-se, deixaram o sol brilhar e o  domingo tornou-se num belo dia.
Aproveitei, portanto, para colher as heras, o azevinho*, os "rabinhos" cor de laranja, que não sei como se chamam mas que adoro ter, nesta altura, nas minhas jarras e todas as plantinhas necessárias.
Depois, com tudo colocado na mesa de pedra, consolei-me ao sol, a fazer as coroas para as portas do Porto, os arranjos para aqui, na quinta, até o sol baixar tanto e arrefecer, altura em que recolhi a casa, à lareira.


* Atenção que colher azevinho é proibido, mas as minhas árvores são enormes e frondosas, corto apenas uns raminhos pequenos (como se vê na foto)  que até servem de poda para as aliviar.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

CACHECOL

Não há nada melhor do que passar as noites longas de Outono/Inverno com uma lã fofinha nas mãos, a tricotar à lareira, a saborear as coisas simples da vida e do campo.
Esta vai ser o meu próximo cachecol. 
A lã veio da "Bolas de tons", a cor está um pouco alterada pela luz da foto mas é bem bonita. 
O ponto aprendi-o na net e, embora não pareça, é bem simples. 


Aqui fica a receita para quem quiser experimentar.

PONTO RENDADO

Número de pontos múltiplo de 9
1ª carr: * 2m, 2jm, laç, 1m, laç, 1ms. 2m * repetir * a *
2ª carr e todas as pares: tricô
3ª carr: * 1m, 2jm, laç, 3m, laç, 1ms, 1m *
5ª carr: * 2jm, laç, 1m, laç, 1mdc, laç, 1m, laç, ms *
Repetir as carreiras de 1 a 6

Legenda:
m: meia
laç: laçada
jm: ponto junto em meia
ms: mate simples
mdc: mate duplo central

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

SSCS 2014

A altura de embalar os presentes, para a minha amiga secreta do SSCS 2014, chegou. 
Não posso revelar o que lhe fiz até ter passado o Natal pois, primeiro têm que fazer uma longa viagem e, depois de terem chegado ao destino, só podem ser abertos no dia de Natal. 
Regras muito precisas que é necessário ter em atenção, para cumprir o efeito surpresa e tornar a palavra"presente" mais verdadeira.
Por agora só posso mostrar o enfeite que vai brilhar na árvore de alguém, uma vez que tem que cumprir a sua função antes do Natal e não é, portanto, segredo.
Aqui está ele, feito com muito carinho, oxalá que a destinatária goste dele.



quinta-feira, 13 de novembro de 2014

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

FILO COM CARNE E LEGUMES

Mais uma refeição leve para o jantar. Um pastel de massa filo recheado com legumes e carne picada.
Basicamente é um refogado de carne picada com legumes salteados, que podem bem ser o que está mais à mão, no frigorífico, ou a precisar de ser consumido rapidamente.
Este foi feito com courgete, alho francês, pimento vermelho picado, umas folhas de espinafre, cogumelos frescos laminados, temperei com garam masala, cominhos e pimenta moída na altura. 
A massa filo é pincelada de manteiga entre cada folha, usei apenas duas, e, depois de recheada, dobram-se as pontas para dentro e pincela-se por cima antes de ir ao forno até dourar.
Mais rápido de fazer  do que de dizer. Vale a pena experimentar!


terça-feira, 4 de novembro de 2014

LENTILHAS

Jantarinho light, só para mim, que o maridinho não alinha nestas coisas.
Agora cá em casa é serviço à lista, fazemos as refeições todos juntos mas, normalmente, ao jantar, cada um acaba por comer aquilo com que melhor se sente.
Eu opto por coisas mais ligeiras e de fácil digestão.
Hoje cozinhei lentilhas. 
E a propósito, sabem a origem da frase tão conhecida « Trocar por um prato de lentilhas»?
Pois a título de curiosidade fica aqui a explicação...

Um dia em que Jacó preparava um guisado, voltando Esaú fatigado do campo, disse-lhe:
"Deixa-me comer um pouco dessa coisa vermelha, porque estou muito cansado." {É por isso que lhe puseram o nome a Esaú, Edom.}
Jacó respondeu-lhe: "Vende-me primeiro o teu direito de primogenitura."
"Morro de fome, que me importa o meu direito de primogenitura?"
"Jura-mo, pois, agora mesmo", tornou Jacó. Esaú jurou e vendeu o seu direito de primogenitura a Jacó.
Este deu-lhe pão e um prato de lentilhas. Esaú comeu, bebeu, depois se levantou e partiu. Foi assim que Esaú desprezou o seu direito de primogenitura.




LENTILHAS

2 chávenas de lentilhas laranja
3 anchovas
1/2 alho francês
1/2 pimento
1 tomate
1 mão cheia de folhas de espinafre frescas
sal, pimenta
1/2 c.café de cominhos
1/2 c. de café de alho em pó
1/2 c. de café de coentros em pó
2 c.sopa de azeite
queijo feta q.b.

Numa frigideira derreti as anchovas em duas colheres de azeite e em seguida salteei o alho francês e o pimento.
Juntei os temperos todos e mexi bem.
Acrescentei as lentilhas demolhadas (as laranja demoram menos tempo que as verdes) envolvi bem, reguei com um pouco de água, tapei e deixei cozer uns 10min.
Por fim envolvi os espinafres nas lentilhas até murcharem com o calor e o tomate partido aos cubos.
Salpiquei por cima o queijo feta esfarelado em pedaços grandes.

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

NOSTALGIA

Hoje o dia acordou com chuva intensa, batida contra as vidraças por rajadas de vento uivante. 
Um típico dia de Inverno, a dizer-nos claramente que os dias malucos de calor fora de época, acabaram.
Talvez por isso deu-me vontade de fazer patchwork, fui para o escritório e comecei o meu trabalho para a minha amiga secreta no SSCS, com os tecidos que comprei na semana passada, na Panopramantas.
Como é segredo, não posso mostrar tudo nem dizer o que é mas, depois do Natal, mostro aqui.
Ai que saudades... senti-me transportada a dois anos antes e parecia-me que, a cada momento, o meu pai e a minha mãe iam entrar pela casa fora, a perguntar onde estava, e se iam sentar no sofá na cavaqueira comigo, como em tantas e tantas tardes, antes dos AVCs.