domingo, 22 de fevereiro de 2009

FELICIDADE


Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não o fazer!
Ler é maçada,
Estudar é nada.
O sol doira
Sem literatura.
O rio corre, bem ou mal,

Sem edição original.
E a brisa, essa,
De tão naturalmente matinal,
Como tem tempo não tem pressa…
(.....)
Fernando Pessoa

Cumpra-se a vontade do poeta que é homem sábio e apreciado!

8 comentários:

Gina disse...

Que bom que o tempo nao eh marcado por anos, meses, semanas e dias para quem gosta de poesia.
Tempo para ler e apreciar o que eh bom para a mente e a alma...

ameixa seca disse...

E ele sabia das coisas :)
Que visão!!!

Bergamo disse...

Noémia,
Esse poema é perfeito!!
Olha, postei a resposta a um desafio que você me fez há mais de um mês. Como digo sempre: tardo, mas não falho...rsrs
Abraços,
Bergamo

Bergamo disse...

Noémia,
Esse poema é perfeito!!
Olha, postei a resposta a um desafio que você me fez há mais de um mês. Como digo sempre: tardo, mas não falho...rsrs
Abraços,
Bergamo

Noémia disse...

Gina, este domingo,o tempo foi de não fazer nada e apreciar a poesia que está nas coisas que me rodeiam!

Ameixa, passei a tarde naquela cadeira, a não fazer nada e a olhar a paisagem!

Bergamo, já vi as suas fotos que respondem perfeitamente ao desfio. Não importa se é tarde ou cedo, conta a intenção. Obrigada.

sandra disse...

Adoro este poema do nosso sábio Pessoa... Passamos a vida a correr atrás da felicidade e ela afinal está nas pequenas coisas que são os nadas do dia a dia...

Noémia disse...

É verdade Sandra, os pequenos momentos fugazes, as pequenas coisas, os pequenos gestos fazem a felicidade...e andamos tantas vezes cegos à procura onde só há futilidade e coisas vãs!

A DONA DO MUNDO disse...

SEM PRESSA PRA DOR E COM MUITA PARA O AMOR

BEIJINHO