quarta-feira, 6 de maio de 2009

VANCOUVER

Como disse anteriormente, o facto de estar tão perto do Canadá, tentou-me a dar uma escapadela e ir também conhecer Vancouver. Como gosto pouco de voar e muito menos em voos domésticos, meti-me no comboio e fiz uma viagem espantosa através de paisagens de calendário, que me deixaram literalmente colada aos vidros, de câmara na mão e olhos cheios.
Guardarei para sempre gravada a imagem de montanhas nevadas quase debruçadas sobre o mar calmo e sem ondas, quintas e celeiros mirando-se em espelhos de água, ilhas surgindo do nada no meio das nuvens, pontes de ferro de outros tempos adormecidas no meio das águas, o próprio comboio suspenso numa tão estreita língua de terra que, o que se via, era apenas água de um lado e de outro! Era a paisagem transformada em pura poesia!
Tirei tantas fotos…deixo aqui apenas algumas que se apreciam melhor se fizerem um clic e as aumentarem.









Vancouver surgiu assim aos poucos, revelando-se a cada curva da linha até surgirem os prédios altos característicos de todas estas cidades da América do Norte. A cidade é linda!

As casas bordeiam o mar, crescem em altura e em vidros no downtown, dirigem-se em pequenos prédios para o interior e crescem em vivendas pelas encostas das montanhas altíssimas, polvilhadas de neve brilhante nos cumes e onde a cidade se aninha .
É uma paisagem fantástica!

A zona de comércio cheia de casas de grandes marcas está cheia de gente às compras e de executivos dos escritórios, dos grandes prédios espelhados. Belos carros cruzam as estradas e ruas. Na zona marginal multiplicam-se os restaurantes, esplanadas, pequenos prédios e vivendas de luxo, há praias e “calçadão” onde muitos jovens de skate, patins ou bicicletas circulam.

Tal como nas cidades americanas, aqui o culto pelos jardins e os arranjos florais em cada esquina de rua ou praceta é constante. O Stanley Park é uma extensão de vários hectares, junto ao mar e o parque da cidade onde lagos, pequenas casas tipo austríacas, e canteiros espantosos de variedades cromáticas contrastantes, deliciam os habitantes e turistas.


Carregar em "veja todas as imagens" dá uma visão normal das fotos
A cidade está em movimento, em obras, a alindar-se para receber os Jogos Olímpicos de Inverno de 2010. O Canadá foi aquilo que eu esperava mas…
Não posso porém deixar de dizer que fiquei desagradavelmente surpreendida com o aspecto pobre e triste de muitas pessoas com que me cruzei, na parte velha da cidade, do aspecto magro, macilento e miserável de outros tantos deitados na rua, encostados aos prédios, aproveitando o sol e calor maravilhoso que se fazia sentir. Vi traficarem droga nos limítrofes de China Town. Vi homens e mulheres novos, sem abrigo, sujos e desmazelados, vi outros completamente alucinados de olhos perdidos a “curtirem”, vi dois ou três a drogarem-se. Tudo em pleno dia em zonas de movimento e turismo. Não esperava ver isso no Canadá!
Nos E.U.A. vêem-se muitos sem abrigo, que trazem as suas mochilas às costas, pedem às vezes, mas não se metem com ninguém e não têm, nem de longe, o ar perdido destes.

10 comentários:

Gina disse...

Todas as cidades têm as suas mazelas..., seus problemas, mas Vancouver tem paisagens belíssimas.
Bjs.

Cláudia M. disse...

Noémia, estou de queixo caído!
Por dois motivos: por um lado, pela beleza das fotos, claro!
Por outro lado, tb não tinha nada essa imagem do Canadá, o lado "negro"; nos documentários que vemos na televisão, a imagem que passa do Canadá é precisamente o oposto: uma grande qualidade de vida (para alguns, pelos vistos...), tudo organizadinho e limpinho, quase a perfeição! Mas, como diz o outro, não há bela sem senão!

Mas olha, fiquei fascinada foi com essa viagem de comboio! Deve ser fascinante!

Bjs

Noémia disse...

É verdade, Gina, mas tinha ideia de que no Canadá tudo era superior ao E.U.A. Pelos vistos ali não!

Cláudia, o Canadá é de verdade lindíssimo e esta viagem que demorou 4 horas ( o quim andava devagar) nem rendeu nada porque havia sempre que admirar.Esqueci-me de dizer que à vinda, vim de autocarro!

ameixa seca disse...

Ou seja, paisagens que estamos habituados a ver apenas em filmes, né?
Fiquei contente por saber que no Canadá, pelo menos os chineses, são adeptos do Fê Cê Pê, com dragão à porta e tudo he he
Infelizmente, nem tudo é lindo...

Noémia disse...

Oh ameixa, as paisagens são de filme,de sonho...lindas!
Quanto aos chineses eles são pelo Fê Cê Pê, tão ferrenhos, que têm um dragão daqueles em todos os candeeiros lá das ruas deles! Vê lá tu ! ...:)

our shabby cottage disse...

Vancouver looks to be a beautiful city - But I was shocked to read about the many homeless and the many drug deals you witnessed. I thought Canada would be really strict about such things. It is such a shame.

Raspas de Laranja disse...

Que inveja amiga, adorava ir passear nesses sítios maravilhosos, e o meu filho, nem se fala, pois não para de falar nos jogos olimpicos de inverno em Vancouver. Para ele era o presente perfeito. E viva o Fê Cê Pê. Eheheh! Beijinhos

Isabel disse...

Essa viagem de comboio deve ter sido mesmo maravilhosa! Sempre tive vontade de conhecer o Canadá e também não esperava essa "decadencia" no Canadá, mas infelizmente é por todo o lado.
Que bela viagem, hã?
Bjs

Nani disse...

Também eu ficava de olhos cheios ao ver tamanhas maravilhas da natureza, bjs.

Noémia disse...

Yes, Kathryn The city is beautiful and I know that this problems exist everywhere but I wasn't expecting to finding them in Canada. That's why it shocked me more..

Pois, Zé se o rapaz gostava de ir ver os jogos olímpicos, mete-o no avião e dá-lhe esse presente! Mas, calculo que nessa altura não seja nada barato lá estar. Já agora o nível de vida era bem mais caro do que nos States!

Óh Isabel, a viagem, o Canadá, as paisagens, os States, são liiindos!A decadência, se calhar é bem maior à volta de S.Bento ou Santa Apolónia, mas já estou habituada.Eu não esperava é encontrá-la ali! Ilusões! :)