domingo, 13 de setembro de 2015

ESPIGUEIRO

Armazenar os produtos que colhemos exige que os acondicionemos devidamente porque, se não o fizermos, deterioram-se e é um desperdício.
Foi por isso que o meu marido resolveu mandar construir um espigueiro. Já era um desejo antigo mas sempre arranjei argumentos para ele ir adiando. Este verão concretizou-se a sua vontade e, num  mês, passou do desenho em papel ao pequeno edifício. 
Também, qual a quinta minhota que não tem um espigueiro?
Este é uma mistura de moderno com tradição. Tem o pé de pedra antiga, o granito, a telha e a cruz tradicional mas depois em vez das ripas de madeira tem tijolo com buraquinhos.
Ainda falta a porta e a luz mas já lá tem milho e no segundo andar vão ficar as batatas. 
Não ficou giro e útil?


5 comentários:

Celia Gibson disse...

Interessante... entao isto e um tipo de celeiro para secar o milho ???

Noémia disse...

É Célia, guardam-se aqui porque os ratos não têm por onde entrar, mantém as coisas secas e arejadas e duram mais tempo.

sandra disse...

É muito bom perpetuar as tradições, ainda mais quando são bonitas e úteis! Boa ideia, a do maridinho!

orlando_goncalves@sapo.pt disse...

Muito bonito e bem feito!
Parabéns!
bjh
Orlando


Noémia disse...

O meu marido tem muitas ideias e boas, às vezes não são é prioritárias, Sandra, mas esta até é útil e fazia falta...

Obrigada, Orlando, beijos. :)