domingo, 12 de julho de 2009

SALADA GREGA

Tomei contacto, pela primeira vez, com esta salada, em Salónica, há já uns anos.
A cidade é linda, com imensas ruas comerciais que me fizeram lembrar o Porto de antigamente, antes de abrir tanta loja dos trezentos e haver um grande bazar da china porta sim, porta sim. Grandes esplanadas em tudo o que é canto e esquina, não com mesas e cadeiras altas como as nossas, mas sim sofás individuais ou de três lugares e mesas baixas. Adorei o café gelado que serviam em copos altos e o requinte com que serviam até um copo de água.

Mas eu ia mesmo era falar da salada.

Com a minha mania de passear pelos mercados, porque acho que os povos se conhecem através de mercados e feiras, andei pelo mercado de Salónica e ia de pasmo em pasmo, porque marimbando-se para as leis da C.E.E., continuavam a vender tudo, mas tudo, a granel. O arroz. o grão de bico, o café, os chás, tudo em sacos enormes, a que iam dobrando as bordas conforme iam vendendo a mercadoria. Isto numa altura em que aqui, no nosso país saía a linda norma de que o azeite e o vinagre para temperar um simples cozido, nos restaurantes tinha que ser em pacotinhos, individuais. Experimentaram por essa época, a dita lei? Eu fui das privilegiadas que tive que me besuntar toda, tentando acertar no desgraçado do bacalhau, no prato, e evitar esguichar o vizinho do lado, à custa de umas mãos todas untadas, o resto do almoço!

Pois o mercado de Salónica encantou-me e como o adiantado da hora já pedia almoço, foi em pleno mercado que almocei. Num simpático e modesto restaurante, lindamente decorado com cartazes de cinema , anunciando filmes bem antigos e memoráveis, capas de discos também não menos famosos, serviram-me um peixe fresquíssimo e a famosa salada grega.



Desde esse dia faço-a várias vezes. Agora que a minha horta começou a dar tomates e pepinos, chegou a altura de a comer mais vezes.


SALADA GREGA

Corto tomates aos gomos grossos, pepinos jovens aos pedaços, queijo feta aos cubos, bastantes azeitonas, tempero com muito azeite, sal, pimenta e manjericão. Como o meu manjericão ainda está muito pequeno deitei mesmo orégãos secos e também ficou boa.

Já agora, uma das coisas mais engraçadas com táxis aconteceu-me na Grécia. O meu hotel ficava fora do centro, um dia em que começou a chover e eu fui apanhada desprevenida, chamei um táxi, entrei e, acreditem ou não, só lá dentro e já em andamento é que vi um outro passageiro,um homem jovem. Fiquei meia constrangida e a pensar como é que eu me tinha ido meter naquela, lá disse ao taxista o nome do hotel e seguimos. O meu cérebro fervilhava e, óh mente perversa, já imaginava uns quantos filmes, e magicava como havia de sair dali. O outro passageiro,também estrangeiro, acreditem, não estava mais à vontade do que eu. Qual não é o meu espanto, mais à frente o táxi pára e mete mais uma senhora que se sentou à frente, cumprimentou-nos e lá foi conversando com o motorista. Moral da história, os gregos são muito democráticos com os seus transportes, se há espaço, cabe sempre mais um. Parecia um mini autocarro. E lá nos foi largando este neste hotel, a outra mais uns quarteirões adiante e a mim, no final da linha! Mas atenção, honestidade acima de tudo, cada um de nós só pagou a sua parte da corrida!

11 comentários:

Nani disse...

A saladinha abrui-me o apetite para o almoço, e gostei das tuas aventuras no táxi pela Grécia, bjs.

Baú da Conceição disse...

Noémia, gostei imenso desta sua aventura na Grecia.

Beijinhos.

ameixa seca disse...

Estavas com medo de ser raptada he he Será que tenho que ir à Grécia para ver se alguém me leva a mim? :)
Infelizmente, cá em casa ninguém é grande apreciador de feta... um dos meus queijos favoritos! Essa salada fica excelente, ainda por cima com produtos 100% biológicos ;)

Anónimo disse...

Olá! Conheci o seu espaço e é tudo de bom!!! Parabéns pelo seu trabalho! Se puder, dê uma espiadinha no meu:
magiadaines.blogspot.com
Beijos.

Beti Copetti disse...

Que boa história esta do taxi! ;-)
Mas esta salada está realmente apetitosa!!!!

Noémia disse...

Nani,as aventuras que eu tenho para contar...:)

Conceição, são aventuras que nos surpreendem mas acabam bem!

Óh Ameixa, eu já imaginava que me tinha metido numa bela enrascada mas preparava-me já para afiar as unhas e mostrar quanto vale uma portuguesa! :)

Obrigada, Inês, volte sempre.:)

Beti, se não fossem estes imprevistos não haveria que contar, não é mesmo?:)

Cláudia M. disse...

Ainda bem que a ASAE não passou nesse mercado, senão ia ter que ser tudo embalado! :(

Essa aventura do táxi é o máximo, mas é bastante ecológico.

Gostei da salada, e fiquei a sonhar com o café gelado num copo alto...

bjs

Jacquelynne disse...

The Greek salad looks delicious, it is one of my favorite foods.

Ana Powell disse...

Olá Noémia
Excelente salada e bastante apreciada pela nossa familia. Os meus sogros viveram 25 anos na Grécia e aprenderam muito sobre a culinária deste povo.
Beijocas

josiane disse...

Adorei a receita, vou faze-la com certeza, banhada então com suas histórias, ficou ainda mais interessantes.
bjs.

Rita disse...

Oi Noemia,

Descobri seu blog ao procurar receita de salada grega.. Também achei interessante seu modo de contar as viagens... Nunca tinha pensado em ter um blog e estou gostando da idéia.
Um abraço aqui do Brasil pra vc...