domingo, 12 de fevereiro de 2012

JANELAS

"...Para mais realçar a beleza do quadro, vê-se por entre um claro das árvores a janela meio aberta de uma habitação antiga mas não delapidada — com certo ar de conforto grosseiro, e carregada na cor pelo tempo e pelos vendavais do sul a que está exposta. 
A janela é larga e baixa; parece mais ornada e também mais antiga que o resto do edifício que todavia mal se vê...
Interessou-me aquela janela.
Quem terá o bom gosto e a fortuna de morar ali?
Parei e pus-me a namorar a janela.
Encantava-me, tinha-me ali como num feitiço.
Pareceu-me entrever uma cortina branca. . . e um vulto por
detrás... Imaginação decerto! Se o vulto fosse feminino!... era completo o romance.
Como há-de ser belo ver pôr o Sol daquela janela!...
E ouvir cantar os rouxinóis!...
E ver raiar uma alvorada de Maio!...
Se haverá ali quem a aproveite, a deliciosa janela?... quem aprecie e saiba gozar todo o prazer tranquilo, todos os santos gozos de alma que parece que lhe andam esvoaçando em torno?"
Viagens na Minha Terra, Almeida Garrett



Esta não é uma janela, é o arco lateral de uma varanda, mas imagino que poderia ser bem assim a janela da Joaninha dos olhos verdes.
E apesar de ainda ser Fevereiro, já está assim, linda, toda florida e com um exército de abelhas que vêm contentes para o festim. Foi uma amiga que ma ofereceu e o marido de vez em quando dá-lhe uma poda para não invadir todo o espaço.
Entrancei-lhe umas luzinhas solares e à noite parecem pirilampos brilhantes que a tornam muito romântica.
Aqui sou eu quem aprecia toda a natureza e tiro todo o prazer tranquilo deste vale, não de Santarém mas do Neiva. Daqui também vejo o pôr-do-sol, ouço cantar a passarada e dou graças a Deus por tanta ventura!

2 comentários:

Cláudia disse...

É lindíssima, sim senhora. Que a aproveites muito e muito, vê lá é se as abelhas não te ferram... :)

Reconheci o texto! Não é que não tivesse obrigação disso, mas já podia estar esquecido. Mas não, ao fim de umas linhas, já o tinha topado. :)
beijinhos

Noémia disse...

Obrigada, Cláudia, o texto é conhecidíssimo mas esta janela, não e na minha cabeça os dois estão ligados! :)